Paciência Solitário

Jogo de Cartas Clássico

Appgeneration Software

Ouvir Rádio ao Vivo
Radio ImageSong
play
volume
Radio images
Radio images
Powered by mytuner logo

Paciência Online Grátis

O Solitário é um dos jogos de cartas mais populares em todo o mundo. Adultos e até crianças de todas as idades conseguem apreciar a calma deste jogo e não hesitam em experimentar um desafio sempre que precisam de relaxar um pouco.
 
Na realidade, o nome Solitário refere-se a vários jogos e não apenas a um. Este termo engloba diversas variantes que podem ser muito diferentes entre si, tanto em regras como na disposição das cartas.
 
No entanto, sempre que o nome Solitário é mencionado todos pensam imediatamente num tipo de jogo: o Klondike. Esta é a variante que se tornou mais popular após ter sido incluída no sistema operativo Windows 3.0 em 1990 e que desde então entrou até na cultura popular como símbolo de procrastinação graças à sua associação com funcionários de escritório.
 
O próprio Solitário Klondike tem dois modos de jogo, dependendo da forma como são apresentadas as cartas no baralho de reserva:

- Klondike Clássico (vira uma carta)

- Klodike de três (vira três cartas)
 
O Klondike de três é o equivalente ao modo difícil neste jogo, já que impede que o jogador possa utilizar todo o baralho de reserva de uma só vez.

O que é o Solitário

O Solitário, também conhecido como Paciência em muitos países, é um jogo de cartas de apenas um jogador. Apesar de ser uma categoria na qual se inserem diferentes variantes, todas partilham o objetivo de organizar as cartas de uma determinada forma o mais rapidamente e com menos movimentos possíveis.
 
As origens do Solitário são ainda motivo de debate entre os historiadores. Alguns creem que o jogo surgiu no século XIX na Alemanha ou em França, enquanto outros defendem que a sua criação está ligada ao crescimento e expansão das artes divinatórias na Europa de Leste.
 
Independentemente do seu lugar de nascimento, a versão mais popular do jogo, o Klondike, parece ter surgido nesta zona da corrida ao ouro no Canadá, no final do século XIX. Crê-se que tenham sido os exploradores de ouro em Klondike a criar ou pelo menos a generalizar esta versão do Solitário.
 
Apesar de se ter tornado popular desde então, o jogo Solitário Klondike apenas alcançou verdadeiramente as massas quando foi incluído no sistema operativo Windows 3.0 da Microsoft, em 1990. Como os computadores pessoais estavam ainda pouco difundidos entre a população, a empresa viu neste jogo a simplicidade necessária para ajudar os utilizadores a ambientar-se ao uso do rato de uma forma divertida.
 
Livre do aborrecimento de ter de baralhar e dispor as cartas a cada novo jogo, a versão computorizada do Solitário Klondike tornou-se um sucesso sem precedentes.

Como jogar

O tabuleiro do Solitário Klondike está dividido em 4 espaços principais: as pilhas, o baralho de reserva, o baralho de descarte (onde são colocadas as cartas descartadas da reserva) e as fundações.
 
O objetivo do jogo é mover todas as cartas no tabuleiro para as 4 fundações (uma por naipe). Esta transferência apenas pode ser feita segundo uma ordem ascendente que começa com os Ases e termina com os Reis.
 
No tabuleiro estão dispostas 7 pilhas. Apenas a carta superior destas é revelada, enquanto as demais permanecem com a face voltada para baixo. O jogador deve mover as cartas superiores para revelar as que estão imediatamente por debaixo destas.
 
Pode fazê-lo de duas formas: transferindo as cartas diretamente para as fundações quando as sequências o permitem ou movendo as cartas entre as pilhas de forma a criar sequências de cores alternadas segundo uma ordem descendente (do Rei para o Ás).
 
O jogador pode mover sequências parciais ou completas entre as pilhas, mas apenas as cartas superiores podem ser transferidas para as fundações. Os espaços vazios no tabuleiro podem ser preenchidos apenas com Reis.
 
O baralho de reserva contém todas as demais cartas que não foram dispostas nas pilhas no tabuleiro. As cartas neste baralho têm a face voltada para baixo. O jogador pode chamar essas cartas a jogo para criar sequências nas pilhas ou nas fundações.
 
O baralho de reserva revela uma carta (Solitário Klondike Clássico) ou três cartas de cada vez. Neste último caso, o jogador pode apenas mover a carta superior das três reveladas. As restantes apenas se tornam disponíveis quando a carta superior é utilizada no tabuleiro ou transferida para as fundações.

Dicas para jogar Solitário

1. Vire a primeira carta do baralho de reserva no início do jogo

Ao virar esta carta, terá mais dados para analisar no tabuleiro, o que lhe permite avaliar com mais precisão quais os movimentos a efetuar para progredir no jogo.
 
Além disso, virar a primeira carta do baralho de reserva não implica uma penalização de pontos.

2. Dê prioridade ao tabuleiro

Quando joga Solitário, deve sempre dar prioridade à resolução das pilhas dispostas no tabuleiro. As cartas desconhecidas ou bloqueadas são a chave para construir as sequências nas fundações que levarão à vitória.
 
Assim, o baralho de reserva deve ser utilizado apenas se houver um ganho imediato com a sua movimentação. De outra forma, estas cartas poderão impedir movimentos posteriores durante o jogo porque o espaço necessário já está “preenchido”.

3. Adie movimentos para conseguir mais vantagens

Muitas das dicas para jogar solitário giram em torno da noção de gratificação diferida. Segundo esta, o jogador deve adiar os seus movimentos tanto quanto possível e analisar a evolução do jogo no tabuleiro, já que um movimento pode trazer mais vantagens posteriormente do que no momento.
 
Em termos práticos, isto significa que, se um movimento não revela uma carta nem tem um impacto imediato na estrutura do jogo, este deve ser posto em espera. Essa carta ou o espaço que ocuparia poderão ser necessários mais tarde.

4. Espere antes de mover uma carta para a fundação

Existe uma forte tentação de transferir cartas para as fundações assim que surge a oportunidade. Contudo, pode ser mais produtivo mantê-las em jogo.
 
As cartas em questão podem ser necessárias para construir sequências e revelar as que se encontram ocultas nas pilhas. Se o baralho de reserva não tiver o seu equivalente para ser chamado a jogo, os movimentos no tabuleiro podem ficar bloqueados e o jogo perdido.

5. Não tente criar espaços vazios no tabuleiro

Apenas os Reis podem ser movidos para pilhas vazias. Salvo se existir um Rei disponível no tabuleiro e este estiver a bloquear uma carta oculta, não existe razão para esta transferência.
 
Além de aumentar o número total de movimentos necessários para terminar o jogo, no seu intento de criar uma pilha vazia, o jogador poderá estar a criar sequências que mais tarde poderão impedir a transferência de cartas importantes.

6. Envie os Ases e os Duques diretamente para as fundações

Não é possível construir sequências sobre estas cartas nas pilhas do tabuleiro. No entanto, são a base das fundações.
 
Mantê-las em jogo não traz qualquer vantagem, mas são úteis para começar as sequências da vitória nas fundações.

7. Tente memorizar as cartas no baralho de reserva

De cada vez que o baralho de reserva se transforma totalmente no baralho de descarte são deduzidos 100 pontos ao jogador. Por esta razão, pode ser muito útil tentar memorizar as cartas do baralho de reserva na primeira passagem.
 
Ter essas cartas memorizadas ou, pelo menos, uma ideia geral do que este baralho contém, permite ao jogador planear as sequências e transferências nas pilhas de uma forma mais eficiente e evitar o uso do baralho de reserva sem razão.

8. Transfira as cartas do baralho de reserva para o tabuleiro

Esta dica é útil para jogadores que querem terminar o jogo com a maior pontuação possível.
 
A sua lógica é simples. Todas as transferências para as fundações valem 10 pontos, independentemente da sua origem. Já mover cartas do baralho de reserva para o tabuleiro vale 5 pontos.
 
Logo, se mover primeiro uma carta da reserva para o tabuleiro e só depois para as fundações consegue aumentar os seus ganhos e receber 15 pontos.

9. Tente encontrar um espaço para o Rei assim que possível

Os Reis apenas podem ser transferidos para as fundações (onde são a última carta da sequência) ou para espaços vazios no tabuleiro. Estas são as únicas soluções disponíveis para revelar uma carta imediatamente por debaixo de um Rei.
 
Assim, a forma mais eficiente de lidar com esta carta é focar as atenções na tentativa de obter um espaço vazio no tabuleiro o mais rapidamente possível. Enquanto tal não for possível, o Rei estará a bloquear uma pilha completa.

10. Aumente as suas possibilidades com o botão de "Voltar"

Quando existem duas cartas com o mesmo valor e a mesma cor no tabuleiro e surge a oportunidade de mover uma, pode testar as alterações ao tabuleiro com a ajuda do botão de “Voltar”.
 
Pode assim transferir cada uma para ver quais as cartas que revelam e no fim escolher a que mais vantagens lhe traz.

Outros artigos, dicas e curiosidades

Temos mais jogos online para si! Jogar agora!